About Me

Minha foto
Lucio antonio G. silva
Brazil
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Centenário AD

Sou afiliado

Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 18 de março de 2011

Lição 12- As viagens missionárias de Paulo

                                                  
                                                    
                                         Lição 12- As viagens missionárias de Paulo


                                                                  Texto Áureo
                          

"E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado." (At 13.2)."

 _________________________________________________________________________________

                                                 VERDADE PRÁTICA
  A expansão da igreja é um processo que envolve a ação do Espírito Santo e a obediência irrestrita do crente ao mandato evangelístico de Jesus.

 _________________________________________________________________________________
  Contexto Histórico:
     Os capítulos 13 e 14 de Atos nos  relatam a história da primeira viagem missionária. Paulo e Barnabé saíram de Antioquia. Esta cidade estava a uns vinte e quatro quilômetros da desembocadura do rio Orontes de modo que em realidade zarparam  de Selêucia que era o porto de Antioquia. dali cruzaram o mar para com o Chipre. Pregaram em Salamina e Pafos. Zarparam desta  última e atracaram em Perge, em Panfília, que era uma província costeira. 
  Penetraram no continente e chegaram a Antioquia da Pisídia. Quando a situação se tornou perigosa prosseguiram e chegaram a Icônio que estava a uns cento e cinqüenta quilômetros de Antioquia. Mais uma
vez suas vidas se viram ameaçadas e deveram ir a Listra que estava a uns trinta e cinco quilômetros. Depois de ter sofrido um ataque muito sério e perigoso passaram a Derbe, cuja localização ainda não foi identificada.
Dali voltaram a seu ponto de partida, passando por Listra, Icônio e Antioquia da Pisídia. Dali foram à província costeira de Panfília. Esta vez pregaram em Perge. Logo tomaram o barco em Atalia, que era o
porto principal de Panfília, e zarparam para com Selêucia, retornando a Antioquia. A viagem durou perto de três anos. 
 _________________________________________________________________________________

Tópico 1 - A primeira viagem missionária: Vamos conhecer algumas da cidades citadas neste tópico. 

1-Antioquia:


Antioquia da Siria-Também conhecida como Antioquia de Orontes, devido ao nome do rio que corta suas terras, esta cidade foi um dos principais refúgios dos cristãos durante as primeiras perseguições contra a igreja. O nome desta cidade vem, do nome de Antíoco, um dos principais monarcas seleucidas que governaram a região depois da morte de Alexandre.Antioquia da Síria foi fundada por volta de 300 a.C., por Seleuco I, que a fez sua capital. É nesta situação política, de sede dos seleucidas, que é muito citada no Livro dos Macabeus, que relatam as revoltas contra o poderio romano. Um dos chefes dessa revolta hebreia contra o poder helenizador, Judas Macabeu, foi levado preso para Antioquia.
Em 64 a.C. os romanos apoderaram-se da região, transformando-a na sua província da Síria, continuando Antioquia a ser a capital administrativa. Grande metrópole da antiguidade, na época da vida de Jesus, segundo Flavio Josefo teria cerca de meio milhão de habitantes. Seria a terceira cidade do império, depois de Roma e de Alexandria.


2-Chipre: 

Salamina  cidade portuária de Chipre

Chipre é uma ilha situada no Mar Mediterrâneo oriental ao sul da Turquia, cujo território é o mais próximo, seguindo-se a Síria e o Líbano, a leste.Foi anexada ao Império Romano em 58 a.C. e um século depois o cristianismo difundiu-se por todo o território. No século I da era cristã chegou um grande contingente de refugiados judeus, expulsos pelo imperador Adriano no ano 116. Chipre ao longo de sua história foi ocupada pelos egípcios, assírios, persas, gregos, romanos, turcos e britânicos até conquistar a sua independência. Hoje a língua mais falada naquela ilha é o grego chipriano que alcança 82% da população revelando a forte influência da conquista de Alexandre, O Grande. Barnabé era natural de Chipre, onde possuía terras (Atos 4:36-38), que vendeu, doando o dinheiro para a igreja em Jerusalém. Quando Paulo regressou a Jerusalém, depois de sua conversão, Barnabé o levou até os apóstolos (Atos 9:27) 

3- Panfília: (em latim: Pamphylia) era uma pequena província romana situada na costa Sul da Ásia Menor,. Embora o tamanho dessa província possa ter variado no decorrer dos anos, considera-se comumente que a Panfília tenha sido uma faixa ao longo da costa, de cerca de 120 km de comprimento e até 50 km de largura. Limitava com a província da Lícia, ao Oeste, com a província romana da Galácia, ao N, e com o Reino Selêucida da Síria, ao Leste. Na costa, o clima da Panfília era quente e tropical, ao passo que ia ficando mais moderado à medida que a pessoa passava à altitude maior dos Montes Tauro.

4-Icônio: é uma cidade da Turquia situada na região de Anatólia Central, de acordo com o capítulo 1 dos Atos, ao chegarem na cidade, Paulo e Barnabé teriam feito um discurso em uma sinagoga onde uma grande multidão de judeus e gregos converteram-se ao cristianismo. Os judeus não convertidos organizaram um motim juntamente com os gentios, com o objetivo de os apedrejarem, o que obrigou Paulo e Barnabé a fugirem para as cidades de Listra e Derbe, situadas na Licônia.
No entanto, apesar da perseguição sofrida pelo apóstolo, a Igreja foi estabelecida na cidade e viria a ser visitada por Paulo em ocasiões posteriores, tanto no retorno de sua primeira viagem missionária como em outras. Paulo escreveu uma epístola às comunidades cristãs da Galácia, a Epístola aos Gálatas.

5-Listra: Era uma antiga cidade da província romana da Licônia e que passou a fazer parte do sul da Galácia, depois que esta outra província veio a ser ampliada, provavelmente na época de Augusto. Situava-se a cerca de 30 km a sul de Icônio, a atual Konya, e teria sido um dos locais por onde o apóstolo Paulo anunciou o Evangelho em suas viagens missionárias, conforme relata o livro de Atos do Novo Testamento da Bíblia. De acordo com o capítulo 14 de Atos, após ter escapado da perseguição em Icônio, Paulo e Barnabé foram tratados como Júpiter e Mercúrio, tendo impedido, com muita dificuldade, que as multidões lhes oferecessem sacrifícios de adoração.Depois disso, alguns judeus incrédulos de Antioquia e de Icônio teriam vindo a Listra a fim de incitar a multidão para que apedrejasse Paulo, o qual, milagrosamente, sobreviveu e seguiu para Derbe. entraram na cidade para evangelizarem e numa ocasião foi curado um paralítico de nascença. Por causa disso, os habitantes de Listra pensaram que os dois missionários fossem a encarnação dos deuses pagãos
Apesar da perseguição sofrida, a Igreja foi estabelecida em Listra que chegou a ser visitada novamente pelo apóstolo ao retornar de sua primeira viagem missionária e em outras ocasiões.

 _________________________________________________________________________________

Tópico 1 - A segunda viagem missionária.
 A segunda viagem missionária de Paulo ocorre entre os anos de 51 a 53 da era comum, em que depois de percorrer por terra algumas regiões da Ásia Menor, Paulo recebe um aviso em uma visão sobrenatural em Trôade para atravessar para a Europa e pregar nas cidades da Macedônia e da Acaia.
Nesta segunda expedição, Paulo é acompanhado por Silas e anuncia o Evangelho também em Neápolis, Filipos, Anfípolis, Apolônia, Tessalônica, Beréia, Atenas e Corinto, de onde retornam para à Ásia Menor, desembarcando em Éfeso. Porém, desde que atravessou a província da Galácia, Timóteo havía juntado-se ao grupo, tornando-se um outro importante colaborador do apóstolo.
Em Filipos, Paulo é preso após ter libertado de uma possessão demoníaca uma escrava que fazia adivinhações, porém é milagrosamente libertado à noite através de um terremoto.
Na cidade de Atenas, Paulo faz um discurso no Areópago, na colina de Marte, mas poucos se convertem.
É na cidade de Corinto que Paulo funda uma importante igreja, onde é ajudado por um casal de judeus, Áquila e Priscila que também lhe ajudam até Éfeso.
De Éfeso, Paulo navega então para Cesaréia, apresentando-se em seguida para a igreja de Jerusalém.
Durante a sua segunda viagem missionária Paulo escreveu duas Epístolas: I Tessalonicenses, escrita de Corinto, 52 A.D. II Tessalonicenses, escrita de Corinto, 53 A.D.
Abaixo um mapa com o itinerário feito pelos Apóstolos:













 _________________________________________________________________________________

Tópico 3- A terceira viagem missionária. 

A terceira viagem missionária de Paulo ocorre entre os anos de 54 a 57 da era comum e teve por objetivo fortalecer os discípulos nas novas igrejas na Ásia Menor e Grécia.Tal como nas missões anteriores, Paulo sempre parte da igreja onde congregava em Antioquia, de onde segue por terra até Éfeso, passando por Tarso, Derbe, Listra, Icônio e Antioquia da Pisídia.Nesta expedição, Paulo dá mais atenção à igreja de Éfeso onde acontecem milagres e o apóstolo sofre a oposição dos ourives que lucravam fabricando imagens da deusa Diana , provocando um grande tumulto na cidade.Após a confusão, Paulo segue para a Macedônia e Acaia onde visita as igrejas.De volta à Ásia, Paulo reúne-se com a igreja de Trôade, ocasião em que é presenciado um milagre de ressurreição de um jovem que havía despencado da janela do terceiro andar ao adormecer durante o prolongado discurso proferido por Paulo.Ao desembarcar em Mileto, Paulo tem um comovente encontro com os presbíteros da igreja de Éfeso.Deixando Mileto, Paulo passa por Tiro e Cesaréia, indo novamente apresentar-se em Jerusalém, sabendo que lá iria ser preso. 

Abaixo um mapa com o itinerário feito pelos Apóstolos:

 

 

 

 

 

 

 

  

 

Conclusão: 

Como vimos foram feitas três grandes viagens pelos Apóstolos , cheias de perigos e dificuldades mais eu deixei esta ultima viagem para lhes falar no final , se trata da viagem de Paulo a Roma que que  ocorre entre os anos de 59 e 60, a viagem foi turbulenta, tornando-se perigosa depois que o navio já se encontrava em Creta, quando todos foram surpreendidos por um forte tufão quando navegavam pelo lado sul da ilha.Enfrentando uma longa tormenta, o navio afastou-se de Creta vindo a naufragar em Malta, onde Paulo permaneceu por três meses em terra curando os enfermos da ilha. Em Malta, tem-se o relato de mais um milagre ocorrido quando Paulo é picado por uma serpente e sobrevive sem sentir nenhum efeito do veneno da víbora. Depois disto, Paulo chega a Roma sendo muito bem recebido na cidade onde passa a aguardar o seu julgamento em custódia domiciliar, por dois anos, pagando por sua própria conta o aluguel de uma residência. Ali recebe vários judeus e lhes anuncia o Evangelho, entre os quais alguns crêem e outros não.Segundo a tradição Paulo foi decapitado em Roma, nos tempos de Nero, no ano 67 ou 70. A  historia que começou em Jerusalém quase trinta anos atrás  finalizou em Roma. É nada menos que um milagre de Deus. A Igreja que no início de Atos podia ser facilmente dividida em dezenas, agora não podia ser numerada em centenas de milhares. A história do Crucificado de Nazaré tinha percorrido todo mundo em seu curso de conquista e agora abertamente e sem impedimento estava sendo pregada em Roma, a capital do mundo. O evangelho alcançou o centro do mundo e pode ser proclamado livremente, no entanto esta historia ainda não terminou o evangelho será pregado até  a volta de nosso Senhor Jesus , você tem se empenhado nesta obra? é urgente cumprimos o  ide de Cristo a tempo e fora de tempo.

Bibliografia:
BIBLOS - O CD DA PESQUISA BÍBLICA
COMENTÁRIO BIBLICO   BARCLAY, Introdução e síntese do Novo Testamento  Nova Esperança
Revista CPAD-  Jovens e Adultos 1ª Trimestre de 2011
wikipédia- Enciclopédia on line

 

1 comentários:

Jóia rara disse...

Cada dia que passa, a cada lição, seus comentários ficam cada vez melhor .Parabéns ! Mantenha-se firme nesse propósito. Deus te abençoe .

EBD

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...